free web hit counter

Em 2020, ficou  mais fácil do que nunca criar um blog mesmo se você for um iniciante que não entende nada sobre programação ou web design. Com um pouco de orientação e as ferramentas certas, você pode ter seu próprio blog pessoal ou profissional funcionando em menos de 30 minutos.

No entanto, escrever conteúdos para postagens após a criação   pode demorar um pouquinho  mais.

Neste tutorial passo a passo, vamos guiá-lo por todas as partes do processo e, ao mesmo tempo, ajudá-lo a evitar os erros comuns que novos blogueiros costumam cometer.

 

A primeira coisa que você precisa fazer é escolher um tópico para o seu blog.

A maioria dos blogs de sucesso se concentra em tópicos como : Alimentação, viagens, fitness, moda ou simplesmente sobre seus negócios.

Recomendamos escolher um tópico pelo qual você se sinta apaixonado ou interessado. É ainda melhor quando você é um especialista em algo, isso o ajuda a desenvolver conteúdos  de boa qualidade para o seu blog.

Dicas para escolher um tópico de blog:

  • Você é especialista em alguma coisa?
  • Você é apaixonado por alguma coisa?
  • Você está aprendendo algo novo e quer escrever sobre o seu processo?

Se você é apaixonado por  fitness e gosta de treinar, é aconselhável compartilhar sua sabedoria em um blog que está relacionado com  condicionamento físico ou cobrir tópicos sobre treinamento e nutrição. Por meio do blog, você poderá conquistar novos clientes.

  •  ENCONTRE A PLATAFORMA DE CONSTRUÇÃO  DE BLOG CERTA.

Qualquer pessoa pode se inscrever num site de construção de blogs gratuitamente. Sites como Blogger.com, WordPress.com ,wix.com ou outras centenas disponíveis atualmente. Veja aqui mais detalhes  que poderão ajudar você a conhecer a diversidade de construtores existente atualmente.

No entanto, se você leva blogs a sério, um construtor de sites/blogs  gratuito  não é a melhor opção. Existem muitas desvantagens em um construtor de blogs gratuito (monetização, personalização e tráfego limitado), mas, a maior desvantagem  é que  você não terá controle total sobre seu blog. E se quiser fazer upgrade, você precisará pagar mais do que deveria.

A solução para isso é hospedar você mesmo o seu blog (ter um blog auto-hospedado).

Dessa forma, você não terá limitações relacionadas ao conteúdo do seu blog (como imagens e vídeos). Seu blog terá uma aparência mais profissional, e poderá ser aprimorado posteriormente. 

Se você não planeja blogar por mais de algumas semanas, um blog gratuito pode fazer sentido. Em todos os outros casos, recomendamos a rota auto-hospedada.

Existem muitas plataformas criação de blog que você pode escolher. Alguns são mais flexíveis e fáceis de usar, enquanto outros são mais limitados e apresentam uma curva de aprendizado maior:

  • WordPress.com.

O wordpress.com armazena o conteúdo do seu site gratuitamente em seus servidores. No entanto, isso significa que os usuários recebem uma versão limitada do software WordPress. Ainda assim, é uma boa escolha para blogueiros amadores que não querem investir dinheiro. Também é uma boa opção para pessoas que planejam atualizar para um blog WordPress auto-hospedado no futuro.

Vantagens :

  • Sem custos de configuração.
  • Simples de usar; nenhum conhecimento de codificação ou design é necessário.
  • Centenas de temas para escolher.

Desvantagens:

  • A funcionalidade é limitada, a menos que você pague por atualizações.
  • Parece menos profissional.
  • Tecnicamente, você não possui seu blog, o que significa que tem pouco controle sobre a receita de publicidade. Isso também significa que o WordPress pode suspender seu site a qualquer momento.
  • Seu site vem com .wordpress no domínio.(seusite.wordpress.com) 

 

  • WordPress.org

 

Um blog  no WordPress.org  é aquele que usa o software WordPress em um servidor de terceiros. Com ele, você pode instalar plug-ins, editar seu código HTML e muito mais, dando a você controle total sobre seu site e, ao mesmo tempo, torná-lo mais profissional. Um blog WordPress auto-hospedado geralmente é a melhor opção para quem deseja investir alguns dólares por mês. É ideal para proprietários de empresas, criadores de marcas profissionais e qualquer blogueiro que queira expandir a funcionalidade e a aparência profissional de seu site. 

Vantagens:

  • Fácil de usar, com controle total e opções de personalização.
  • Acesso a mais de 1.500 temas gratuitos e 20.000 plug-ins gratuitos.
  • Opções amigáveis ​​do mecanismo de pesquisa.

Desvantagens:

  • Hospedar em um servidor de terceiros pode exigir algum conhecimento técnico, mas a maioria dos hosts (como Bluehost ou Hostgator) oferece suporte técnico de qualidade.
  • Devido à sua popularidade, o WordPress é vulnerável a ameaças de segurança.
  • WIX

WIX é uma boa opção para construção de sites, ideal para empresas. Com suas funções de comércio eletrônico, o WIX simplifica a construção de todo o site de sua empresa de e-commerce, embora o controle total sobre sua loja online seja um tanto limitado.

Vantagens:

  • Largura de banda ilimitada.
  • Integração de anúncios.
  • Fácil de usar.
  • Opções de registro de domínio.
  • Até 20 GB de armazenamento.
  • Centenas de modelos de aparência profissional.

Desvantagens:

  • Mais caro do que um blog WordPress auto-hospedado.
  • As ferramentas de e-commerce não são muito avançadas.
  • Opções de personalização limitadas.
  • Qualquer uma das opções gratuitas é ideal para blogueiros novatos ou hobby que não querem investir nenhum dinheiro, enquanto as opções pagas são melhores para blogs de negócios. 

Para os próximos passos, usaremos wordpress como exemplo. 

  •   CONFIGURAR SEU BLOG POR MEIO DE HOSPEDAGEM NA WEB ( REGISTRE O NOME DE DOMÍNIO)

Para começar com um blog WordPress auto-hospedado, você precisará de um nome de domínio e hospedagem na web.

Qualquer que seja a empresa de hospedagem que você escolher, certifique-se de que ela tenha “instalações com um clique” para plataformas de blog como o WordPress. Isso tornará seu processo de configuração muito mais fácil.

  • Instale o wordpress 

Depois de se inscrever em qualquer provedor de hospedagem compatível, você poderá instalar seu blog do WordPress.

Não se preocupe, a maioria das empresas de hospedagem na web oferece instalação com um clique para uma plataforma de blog do WordPress, por isso deve ser muito fácil.

  •  CONFIGURE SEU BLOG WORDPRESS

Depois de ter sua conta de administrador do WordPress totalmente configurada, você pode prosseguir para visitar seu novo painel:

Basta ir para yourdomain.com/wp-admin e inserir os detalhes de acesso para sua conta de administrador. Depois de fazer login, você verá o seguinte:

Embora o WordPress já esteja 100% operacional, ainda existem algumas configurações que você deve seguir:

4.1. Configurações Gerais

Comece indo para a barra lateral esquerda e clicando em Configurações → Geral.

Aqui é onde você pode definir:

Título do site – efetivamente o nome do seu site. 

O título é particularmente importante porque é o que cada visitante vê primeiro, e também será através deste título que  os mecanismos de pesquisa determinam sua classificação. 

Tagline – pense nisso como o resumo do assunto do seu blog, em uma frase curta. Por exemplo: “Receitas que até um cozinheiro iniciante pode lidar.”

Nesta seção, você também pode verificar se o endereço do seu blog (URL) está correto, definir o fuso horário em que você está e o idioma de sua preferência.

4.2. Visibilidade no Google

A próxima coisa super importante que você deve fazer é certificar-se de que mecanismos de pesquisa como o Google possam indexar seu novo blog.

Para fazer isso, vá para Configurações → Leitura (novamente, na barra lateral principal) e certifique-se de que o campo “Desencorajar mecanismos de pesquisa de indexar este site” permanece desmarcado. Igual a imagem a seguir :

Se você não fizer isso, seu blog pode acabar literalmente invisível para o Google.

4.3. Permalinks

As configurações de “permalinks” definem como o WordPress irá criar URLs individuais – endereços de páginas da web – para cada uma de suas postagens de blog ou subpáginas individuais. Embora a ideia possa parecer um pouco avançada, definir isso é muito simples.

Basta ir para Configurações → Permalinks. Uma vez lá, defina seus permalinks para a variante “Nome da postagem”, assim:

Esta é a configuração mais ideal entre as disponíveis e também a preferida pelo Google e outros motores de busca.

  • ESCOLHA UM TEMA  

Outra coisa excelente sobre o WordPress é que, embora você possa não ser um designer habilidoso, ainda pode obter uma aparência de primeira linha para o seu blog.

Como? Graças a milhares de temas WordPress que estão disponíveis na web. O melhor de tudo é que muitos deles são gratuitos e você pode personalizá-los facilmente (sem nenhum conhecimento de codificação).

Volte para o painel do WordPress e navegue até Aparência → Temas. Uma vez lá, clique em “Adicionar Novo”:

O que você verá são os temas gratuitos de WordPress mais populares do mercado. E a melhor parte é que você pode instalar qualquer um deles com apenas um clique.

Vá em frente e navegue um pouco por esta lista para encontrar algo que realmente se adapte ao seu negócio e ao objetivo principal do seu novo blog.

Assim que vir um tema de que goste, você pode instalá-lo em seu blog clicando em “instalar” ao lado do nome do tema, seguido de “ativar”.

  •  ADICIONAR OU  ESCREVER NOVAS POSTAGENS E PÁGINAS DO BLOG

Com todos os itens acima já feitos, você está pronto para começar a criar conteúdo para o seu novo site.

Se você estiver criando um site, provavelmente precisará de pelo menos algumas das seguintes páginas:

  • Blog – esta seção única que o WordPress cria para você automaticamente. Por padrão, todos os seus posts mais recentes serão listados na página inicial.
  • Sobre – para dizer aos visitantes sobre o que é o blog e quem está por trás dele.
  • Contato – para permitir que as pessoas entrem em contato com você diretamente.
  • Serviços / produtos – para listar seus produtos e / ou serviços e dizer às pessoas porque devem comprá-los.

 

  •  LANCE SEU BLOG E CONTINUE MELHORANDO

Parabéns. Agora você pode lançar seu novo blog!

Não foi tão difícil, foi?

Lembre-se de que cada blog que você cria é diferente. Você sempre pode alterar os temas do WordPress ou até mesmo comprar os premium para realmente fazer seu blog parecer profissional e único. 

 

Quer aprender sobre SEO, Afiliados e Formas de ganhar dinheiro na Internet?

Se inscreva na nossa newsletter:

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Sanderson Moreira
Sanderson Moreira

Sanderson Moreira - Autor do Blog Empreenda Digitalmente, especialista em Marketing Digital e técnicas de SEO, atualmente noivo, tem como meta viajar e conhecer o mundo, afinal de contas, ele é grande demais para ficarmos em um lugar só!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *